Porque RiR é o Melhor Remédio

A Origem

 

O “Doutor Palhaço” nasceu em 1986 com uma intervenção encomendada aos Big Apple Circus (Companhia de Circo de Nova Iorque) para crianças internadas num hospital. Michael Christensen, director da companhia, recorreu à mala de médico, oferecida pelo seu irmão pouco antes de morrer de cancro, e criou o personagem Dr. Stubs.

Michael Christensen c/ o nariz dos R.R.

Michael Christensen c/ o nariz dos R.R.

Os resultados da sua intervenção foram surpreendentes: as crianças que se encontravam deprimidas e apáticas passaram a ter um comportamento activo e participativo nos jogos propostos pelo novo “Doutor”. A criança encontrava um aliado que falava a sua linguagem – O Palhaço.

No mesmo ano foi criado um programa mais alargado de Médicos Palhaços e fundada a Clown Care Unit, resultante do reconhecimento internacional atribuído ao trabalho do Doutor Palhaço nos hospitais.

Hunter “Patch” Adams, médico norte-americano, é outra figura de destaque na afirmação do trabalho do Palhaço de Hospital. Patch Adams é conhecido pela sua metodologia singular no tratamento, através da alegria, fantasia e afecto, como instrumentos essenciais no processo de recuperação de pessoas hospitalizadas.

Adams refere que “Rir não é o melhor Remédio, mas que o Riso faz parte de um caminho onde a Amizade é o melhor Remédio”.

Estas iniciativas inspiraram o nascimento das 318 Associações de Palhaços de Hospital no mundo.

Bem Hajam todos os Doutores Palhaços no mundo!

“O Palhaço funciona como a aspirina, mas duas vezes mais rápido”

Groucho Marx